Negociação com Bragantino, Patrocínios e Miranda: As novidades do São Paulo

Confira as novidades do São Paulo nesta terça-feira (03)

Após o empate na estreia do Campeonato Paulista diante do Botafogo/SP no fim de semana, o São Paulo se prepara para a segunda rodada da competição contra a Internacional de Limeira, fora de casa.

Junto a essa preparação, novidades surgiram nos bastidores do São Paulo, que se movimenta para trazer reforços.

Negociação com Bragantino

O lateral esquerdo Weverson teve a sua rescisão com o São Paulo publicada pelo BID. O jogador estava emprestado ao Red Bull Bragantino até o final da temporada.

Com isso, é provável que o atleta seja anunciado em definitivo pelo clube do interior paulista. A negociação gira em torno de R$ 2 milhões por 70% dos direitos econômicos dos atletas.

Weverson é mais um dos jogadores formados em Cotia, onde foi campeão da Copa São Paulo de Futebol Juniores.

Patrocínios

O São Paulo irá a campo contra a Internacional de Limeira, com a camisa em branco nos principais espaços publicitários do clube.

Esta é a primeira partida após o término de contrato do clube com as empresas: Banco Inter, MRV, SPFC Chip, Urbano Alimentos e BetSul. A informação é que o São Paulo ainda conversa com os ex-parceiros nos bastidores.

Estádio do Morumbi começa a ser utilizado para vacinação contra o Coronavirus

O banco Inter, principal parceiro e detentor do espaço Master na camisa, pagava cerca de R$ 1 milhão mensalmente ao São Paulo. Esse valor já era menor que os 1,5 milhão que o banco pagava anteriormente, que acabou sendo reduzido pela crise causada pelo Covid-19.

O São Paulo julga esses valores baixos e quer alcançar uma valorização destes espaços. Ainda assim, a prática é arriscada pela grande dívida que o clube tem atualmente, cerca de R$ 600 milhões.

Miranda

A negociação do São Paulo com Miranda esfriou. O jogador que é ídolo da torcida do São Paulo, teve pedida salarial considerada fora da realidade para o clube, em valores não divulgados.

Miranda atualmente é free agent pelo fato de que seu clube na China, o Jiangsu Suning, encerrou suas atividades após o seu dono não encontrar um comprador para a equipe.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.